domingo, 3 de junho de 2012

Emma em pleno domingo

Anteontem eu comecei a usar a ferramente do blogspot de programar postagens. Vou começar a escrever as postagens antes e programar sua publicação, assim fica mais fácil pra mim me organizar e não passar tanto tempo na frente do computador ou não ficar tanto tempo sem postar por falta de tempo.
Bom, a um tempo atrás (talvez no segundo ano da faculdade, não tenho certeza) eu peguei emprestado um livro da biblioteca da universidade, chamado EMMA da escritora Jane Austen (um das minhas escritoras favoritas). Tenho quase todas as obras dela, só Emma que não tenho por ter pego emprestado da biblioteca. Mas é maravilhosa esta obra. E pra quem adora romances do século XVIII, eu recomendo. A leitura será culta e agradável, e o final certamente será feliz para todos. Nós recebemos muitas notícias ruins na televisão, na internet ou no rádio e até mesmo de amigos. E ler um livro em que o final é feliz nos traz uma sensação boa, por mais que nossa vida não seja um mar de rosas. Isso porquê (pelo menos pra mim) fico contente que a vida de outras pessoas é bem sucedida e feliz, deixando-me feliz também. Eu sou assim: se o outro está feliz, eu estou feliz. Apesar de que eu deveria encontrar minha própria felicidade. Ou seja, ficar feliz por mim mesma, sem precisar do outro pra me fazer feliz. Talvez eu seja assim, apesar de que fatores externos ainda mexem comigo. Mas já melhorei bastante. Estou progredindo!


E hoje, como minha família e eu fomos a vídeo locadora, não pude deixar de alugar o filme deste livro. Que assisti junto com minha mãe, embaixo das cobertas, em cima dos colchões no chão da sala. O filme é que nem o livro. Muito agradável e apaixonante!


Para as românticas de plantão: nada de se apaixonarem pelo Sr. Knightley, pois só acabariam se decepcionando com os homens reais.

Nenhum comentário: