quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Nunca desista de seus sonhos - part 2

 Continuando com as frases que achei mais fascinantes no livro do Augusto Cury, Nunca Desista de Seus Sonhos, que terminei de ler esta semana:

"Compreendeu  passo a passo que o princípio da sabedoria não é a resposta, mas a dúvida e a crítica (Durant, 1996)" (p. 108).

"Só caminhamos nos solos da vida com segurança quando conhecemos os terrenos da nossa personalidade" (p. 131).

"Aprendi que a disciplina sem sonhos produz servos que fazem tudo automaticamente. E os sonhos sem disciplina produzem pessoas frustradas que não transformam os sonhos em realidade" (p. 137).

"Aprendi que os sonhos transformam a vida numa grande aventura. Eles não determinam o lugar aonde você vai chegar, mas produzem a força necessária para arrancá-lo do lugar em que você está" (p. 137).

"Aprendi que ninguém é digno do pódio se não usar suas derrotas para alcançá-lo. Ninguém é digno de sabedoria se não usar suas lágrimas para cultivá-la. Ninguém terá prazer no estrelato se desprezar a beleza das coisas simples no anonimato. Pois nelas se escondem os segredos da felicidade" (p. 137).

"Existência clama por significado (Satre, 1997)" (p. 143).

"Muitos enterram seus sonhos nos escombros dos seus problemas (Freud, 1969)" (p. 144).

"O presidente Franklin Roosevelt disse que a única coisa a temer é o medo do medo. É preciso vencer o medo, para alcançar o vôo dos sonhos" (p. 145).

"Por outro lado, se quem erra é valorizado e encorajado, ele consegue ampiar os horizontes da reflexâo, incorporar novas experiências e refazer caminhos. Lembre-se que caímos muitas vezes até aprendermos a andar. Quem erra tem oportunidade de sonhar com as conquistas, tem mais chance de aprender e mais gosto pela vitória. Este é um dos fundamentos da inteligência multifocal. Entretanto, o medo de errar gera um 'eu' submisso, tímido e inseguro" (p. 146).

"Nos alicerces das grandes descobertas existem grandes falhas, nos alicerces das grandes falhas existem grandes sonhos de superação. Realizar os sonhos implica riscos, riscos implicam escolhas, escolhas implicam erros" (p. 147).

"Precisará de sonhos para acreditar na vida e fazer de cada minuto um momento eterno, mesmo no leito de um hospital" (p. 148).

"Precisará de sonhos para repensar seu estilo de vida e investir naquilo que você ama" (p. 148).

"Precisará de sábios sonhos para gozar os melhores dias de sua vida e fazer da fase de perda da força muscular um período de vigor mental e de usufruto da sabedoria acumulada nos anos" (p. 149).

"Os sonhos e as crises nas relações sociais
Você não precisará de sonhos para atravessar um pequeno atrito com alguém, mas precisará deles para superar suas tempestades emocionais, para vencer uma crítica injusta, uma calúnia, uma discriminação, uma deslealdade.
Precisará sonhar com a leveza da vida para superar as decepções causadas pelos estranhos e para vencer as mágoas causadas pelas pessoas que você ama.
Precisará sonhar com a solidariedade para compreender os erros dos outros, perdoar seus atos insensatos, ter esperança de que um dia mudarão. Precisará de sonhos para entender que ninguém pode dar o que não tem" (p. 147).

"Os sonhos e os conflitos afetivos
Você não precisará de sonhos para superar uma pequena tristeza ou um momento de ansiedade. Mas precisará de espetaculares ou um momento de ansiedade. Mas precisará de espetaculares sonhos para vencer uma crise depressiva, o desânimo, a falta de coragem de viver, e, assim, acreditar que todo transtorno psíquico por mais dramático que seja pode ser superado.
Precisará de sonhos que exaltam a grandeza da vida para superar uma síndrome do pânico, um transtorno obsessivo, uma doença psicossomática, um estresse pós-traumático gerado por um acidente ou uma crise financeira. Somente os sonhos nos fazem suportar uma perda irreparável. Eles lubrificam os olhos do coração: fazem uma mãe que perdeu um filho enxergá-lo brincando na eternidade.
Precisará de sonhos para não ser escravo da culpa, prisioneiro do passado, servo das preocupações do futuro. Precisará deles para sair da platéia, resgatar a liderança do 'eu', deixar de ser vítima das suas mazelas psíquicas, reeditar o filme do inconsciente e tornar-se autor da sua própria história.
Precisará de singelos sonhos para cobrar menos de si e das pessoas que o rodeiam; para elogiar, brincar, cantar e compreender mais. Além disso, precisará de muitos sonhos para zombar dos seus medos, debochar da sua insegurança, dar risadas das suas manias e, assim, viver relaxada e suavemente nessa bela e turbulenta existência." (p. 152).

"Liberte sua criatividade. Sonhe com as estrelas, para poder pisar na Lua. Sonhe com a Lua, para poder pisar nas montanhas. Sonhe com as montanhas, para pisar sem medo nos vales das suas perdas e frustrações.
Apesar dos nossos defeitos, precisamos enxergar que somos pérolas únicas no teatro da vida e entender que não existem pessoas de sucesso ou pessoas francassadas. O que existe são pessoas que lutam pelos seus sonhos ou desistem deles. Por isso, desejo sinceramente que você...
NUNCA DESISTA DOS SEUS SONHOS!" (p. 154).



Havia perdido meus sonhos no final do ano passado. O fim de um relacionamento é um novo começo para uma nova chance de amar. Entretanto para algumas pessoas dá medo de começar novamente. Eu sou uma dessas pessoas. E sou uma dessas pessoas que ficam pensando o tempo todo o que os outros vão pensar ou dizer. Esquecendo várias vezes os meus sonhos, esquecendo quem eu sou, abandonando-me literalmente.
É por isso que às vezes sou infeliz. Não é porque meus pais fizeram algo de errado, ou porque alguém próximo tenha feito alguma coisa. É simplesmente, porque esqueço de mim para viver o que os outros querem.
Agora, estou tentando perceber o que eu quero. É uma coisa estranha que dá medo muitas vezes, porque é uma coisa desconhecida à mim. Mas sei do que sou capaz. Sei que posso tudo o que eu quiser. É só ter coragem, sendo que a "coragem não é a ausência do medo e sim o julgamento de que algo é mais importante do que o medo". Não posso me esquecer disso. Assim como não posso me esquecer de mim e nem de meus sonhos.

domingo, 25 de setembro de 2011

Happy 21st Birthday!

E finalmente chegou o grande dia. O dia foi maravilhoso! Não deu sol, mas também não choveu. Foi um lindo dia cinza. E o dia começou ontem a noite, quando saí com alguns velhos amigos e fomos no Fiji Bar (que recomendo a todos! É um bar agradabilíssimo!). Lá, divertimo-nos conversando e escutando música das boas. Depois, pagamos a conta e meu pai foi me buscar. Ele chegou as 00h00, então meus amigos aproveitaram, antes de eu ir pra casa, para cantar parabéns no meio da rua. Super fofos!
Hoje, um almoço de família, calmo e tranquilo, com todos que eu amo! Faz tempo que não me sinto assim. Bem e em paz comigo mesma. Finalmente fiz as pazes comigo mesma. E parece-me que estou encontrando meu caminho em meio a mata fechada. Claro, pra quê pegar o caminho fácil e já trilhado, se é muito mais interessante trilhar meus próprios caminhos?
E você já encontrou o seu? Isso você só saberá se estiver em paz consigo mesmo, se assim vocês estiver se sentindo, então provavelmente o encontrou. Pare de se preocupar com o futuro e viva o presente que é a maior dádiva de Deus, o maior de todos os presentes. E lembre-se de sempre apreciar as coisas simples da vida, como o jeito como seu avô come, o jeito como seu pai conta piada, o sorriso da sua mãe, a gargalhada da sua tia, o jeito calado de seu tio, a fofurinha do seu primo, as habilidades da sua avó, a inteligencia da sua irmã, as coisas engraçadas que seu cunhado faz, o jeito humilde e sábio da sua bisavó... E depois dessa análise perceber que você não queria estar em outro lugar, a não ser ali, com quem você ama e que você tem certeza que te ama também.
Parabéns à mim! 21 anos de vitórias, conquistas, quedas, lágrimas, sorrisos, amigos e principalmente FAMÍLIA. Agradeço a tudo que me aconteceu, principalmente as pedras em meu caminho, que me fizeram e vão continuar fazendo eu ser uma pessoa mais corajosa à enfrentar os caminhos difíceis da minha vida, sem desistir.

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Nunca desista de seus sonhos

"Quando você acha que já viu tudo, é porque você não viu nada" (acabei de pensar isso, não sei se já li em algum lugar ou se alguém em algum lugar acabou de escrever isso, só sei que acabei de pensar nesta frase).

Estava lendo o livro Nunca Desista de Seus Sonhos de Augusto Cury e encontrei algumas frases muito interessantes. Estou fascinada e encantada, por isso vim aqui transcrever algumas delas:

"Os sonhos são como vento, você os sente, mas não sabe de onde eles vieram e nem para onde vão. Eles inspiram o poeta, animam o escritor, arrebatam o estudante, abrem a inteligência do cientista, dão ousadia ao líder. Eles nascem como flores nos terrenos da inteligência e crescem nos vales secretos da mente humana, um lugar que poucos exploram e compreendem" (p. 9).

"Os sonhos trazem saúde para a emoção, equipam o frágil para ser autor da sua história, renovam as forças do ansioso, aninam os deprimidos, transformam os inseguros em seres humanos de raro valor. Os sonhos fazem os tímidos terem golpes de ousadia e os derrotados serem construtores de oportunidades" (p. 12).

"Gandhi comentou com sensibilidade: 'O que pensais, passas a ser'. O que pensamos afeta a emoção, infecta a memória e gera as misérias psíquicas" (p. 16).

"Quem é escravo dos pensamentos não é livre para sonhar" (p. 16).

"Para o filósofo Kant, 'a paciência é amarga, mas seus frutos são doces'. A paciência é o diamante da personalidade" (p. 18).

"A vida inteira precisamos de graça e gentileza (Platão, 1985)" (p. 22).

"Quem almeja ter uma personalidade saudável não deve esquecer essa lei: não espere muito dos outros" (p. 57).

"As perdas deveriam nutrir o 'eu' para fazê-lo mais forte e não submisso, mas frequentemente não é isso o que acontece" (p. 58).

"Os perdedores vêem a tempestade, os vencedores vêem por trás das densas nuvens os raios de sol" (p. 60).

"O destino é uma questão de escolha" (p. 69).

"John Kennedy disse: 'O conformismo é o carcereiro da liberdade, o inimigo do crescimento" (p. 81).
"Para muitos a solidão é uma companheira intolerável, mas para os sonhadores é um brinde à reflexão. Os que têm grandes projetos precisam de uma dose de solidão para elaborarem seus sonhos" (p. 88).

"... pensamento de Agostinho: 'na essência somos iguais, nas diferenças nos respeitamos'." (p. 89).

"Quando o mundo nos abandona, a solidão é superável, mas quando nós mesmos nos abandonamos, a solidão é quase insuportável" (p. 99).

"Admirava-se: 'Que loucura é pensar! Somos uma usina de pensamentos extremamente sofisticada, mas estamos tão atarefados em procurar sobreviver que não percebemos este espetáculo'." (p. 103).

"Qual a diferença entre judeus e árabes, americanos e franceses? Quais as diferenças entre psiquiatras e pacientes? Temos diferenças culturais na habilidade criativa, na capacidade de organizar as ideias, mas os fenômenos que constroem todas essas diferenças são exatamente os mesmos" (p. 104).

Quando eu terminar de ler o livro, publicarei mais algumas frases que achei fascinantes.

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

Privações por amor?

"Se o mundo lhe abandona, a solidão é tolerável, mas se você mesmo se abandona, a solidão é insuportável". (Frase retirada do livro "Mulheres inteligentes, relações saudáveis" de Augusto Cury)

Percebi uma verdade nisso tudo. Uma verdade importante à mim. Uma verdade que por mais que minha mãe me falava eu não queria aceitar. Estava cega de amores e essa cegueira me custou caro. Custou-me eu mesma. Custou-me o meu abandono. Fiz o que muitas mulheres fazem. Deixei de fazer aquilo de que eu gosto pra ficar atrás, na sombra de quem eu amava. E mesmo depois de tudo terminado, aquela esperança de uma reconciliação me ludibriava meus pensamentos. Fiquei tão cega e tão "devota" que abandonei as coisas que eu mais gostava e até o presente momento pensava: "é por causa do TCC que eu deixei de fazer essas coisas". Mas não é verdade. Pare de se enganar. É por causa dele que você deixou de fazer o que mais amava fazer.
Agora já está perto do final do ano, não adianta mais chorar pelo tempo que se perdeu, vou me concentrar nos meus estudos, TCC, família e namorado. Sem esquecer de parar de me enganar e seguir em frente concertando o que fiz de errado. Nada de se me anular novamente.
Nossa! Até que estou aprendendo bastante coisa este ano. Estou me conhecendo como nunca. E estou A-DO-RAN-DO!

terça-feira, 6 de setembro de 2011

Poema: Oração

Sábado foi o aniversário da minha bisavó. Consegui ter uma inspiração divina e criei um poema fofíssimo para homenageá-la, não só a ela, mas também a família maravilhosa que eu tenho.

Oração
Por Carina Freitas da Rosa

Jesus, Maria, José
É assim que tudo começa
Uma oração, uma família
Laços contidos em palavras
Soltas ao vento, ao universo
É a oração da nossa família
A base que nos apóia
Que solidifica nossas relações
E fortifica nossa fé,
Pois nossa família vossa é.

segunda-feira, 5 de setembro de 2011

Don't stop me now

Como hoje Freddie Mercury faria 65 anos se ainda estivesse vivo, coloco aqui uma música para homenagea-lo. AMO as músicas dele! Apesar de ainda não entender completamente o que significa as letras. Give me a break, I'm just learning. Esta música em especial é muito boa. Gostei do ritmo dela e agora lendo a tradução dela gostei mais ainda. É uma música divertida, assim como a pessoa está se divertindo e não quer ser parada agora. Desculpem-me se eu não fizer muito sentido, é que estou gripada. E fico meio não raciocinando direito quando estou assim, acho que a maioria das pessoas ficam assim, ainda bem que não é um privilégio só meu. Agora, curtam a letra da música e se quiserem ouvi-la entrem no YouTube, ou no link que está após a música.

Don't Stop Me Now
Queen

Tonight I'm gonna have myself a real good time
I feel alive and the world turning inside out Yeah!
And floating around in ecstasy
So don't stop me now don't stop me
'Cause I'm having a good time having a good time

I'm a shooting star leaping through the sky
Like a tiger defying the laws of gravity
I'm a racing car passing by like Lady Godiva
I'm gonna go go go
There's no stopping me

I'm burning through the sky Yeah!
Two hundred degrees
That's why they call me Mister Fahrenheit
I'm traveling at the speed of light
I wanna make a supersonic man out of you

Don't stop me now I'm having such a good time
I'm having a ball don't stop me now
If you wanna have a good time just give me a call
Don't stop me now ('cause I'm havin' a good time)
Don't stop me now (yes I'm havin' a good time)
I don't want to stop at all

I'm a rocket ship on my way to Mars
On a collision course
I am a satellite I'm out of control
I am a sex machine ready to reload
Like an atom bomb about to
Oh oh oh oh oh explode

I'm burning through the sky Yeah!
Two hundred degrees
That's why they call me Mister Fahrenheit
I'm traveling at the speed of light
I wanna make a supersonic woman of you

Don't stop me don't stop me
Don't stop me hey hey hey!
Don't stop me don't stop me ooh ooh ooh (I like it)
Don't stop me don't stop me
Have a good time good time
Don't stop me don't stop me Ah

I'm burning through the sky Yeah!
Two hundred degrees
That's why they call me Mister Fahrenheit
I'm traveling at the speed of light
I wanna make a supersonic man out of you

Don't stop me now I'm having such a good time
I'm having a ball don't stop me now
If you wanna have a good time just give me a call
Don't stop me now ('cause I'm havin' a good time)
Don't stop me now (yes I'm havin' a good time)
I don't want to stop at all

Fonte: Vagalume