quinta-feira, 9 de abril de 2009

Amigas antigas

Como eu queria rever minhas antigas amigas. Aquelas a qual dividi parte de minha infância. Mas depois de algum tempo separadas pelas circunstâncias da vida, consegui reencontrá-las e reuni-las uma vez mais aqui em casa. Estou tentando fazer com que nos vejamos mais, só que está difícil. Talvez não seja o bastante. Talvez eu só quisesse buscar um sentimento de minha infância. Coragem. Aquele sentimento de felicidade, a muito perdido, e a despreocupação, sem medo de ser feliz, sem medo do que os outros vão pensar.
Fui egoísta querendo reunir minhas amigas novamente. Agora sei que é impossível. Nossos caminhos mudaram. Nossos sonhos e objetivos são muito diferentes. Seguimos caminhos opostos que não se cruzam mais. Talvez fosse melhor deixar as coisas do passado, no passado, e não tentar mais revivê-las, porque como diz uma música do Maná, “o passado já passou”.
Se é o fim de nossa amizade, ninguém terá a absoluta certeza. A única certeza que tenho são as lembranças de minha infância, a qual volte e meia torno a me recordar como num sonho distante que se passou há muito tempo.
Então, simplesmente deixá-las-ei seguir o curso de suas vidas e eu seguirei o meu. Parar de tentar trazer as pessoas do passado e de voltar pra lá. Seguirei minha vida sem elas, porque, de certa forma, elas não existem mais (sendo que somos seres vivos e vivemos em transformação, não somos mais o que fomos ontem).

Nenhum comentário: