sexta-feira, 3 de junho de 2011

Acho que perdi a fé nas pessoas

É, acho que perdi a fé nas pessoas. O pior de perder a fé nas pessoas, é como se eu perdesse um pouco de fé de mim mesma, um pouco de fé na vida. E isto é ruim. Já perdi uma vez todas as esperanças. Já chorei até não aguentar mais. E não quero que isso se repita. Mas esta semana está difícil. E como posso ajudar uma pessoa que se encontra na mesma situação que eu?

Ai, ai... Às vezes, penso que acabo sentindo coisas que os outros estão sentindo. Porque essa perda de fé e tristeza que está me dando esta semana é totalmente sem explicação. Tudo em que fico com raiva de mim mesma por ser uma Carina quando estou sozinha e outra quando estou acompanhada de alguém. E eu gosto mais da Carina que está sozinha. Não sei, ela parece mais sábia, mais madura. Deve haver algo de errado comigo. Quando estou convivendo com uma pessoa pego os gostos dela, os trejeitos, etc. Não parece ser eu. Apenas quando estou sozinha sou eu mesma. O que me faz questionar se tenho uma personalidade, se sou tão fraca a ponto de ir na onda dos outros ou tenho essa coisa de querer ser aceita pelos outros. É mais provável a última opção. Eu tenho essa coisa de querer ser aceita pelos outros, mas no fim, sempre acabo me sentindo excluída e sozinha, mesmo rodeada de pessoas. É um inferno isso! Talvez seja por isso que gosto de ficar sozinha, porque me sinto mais equilibrada, em paz. Mas, porém, todavia, entretanto... Não posso pensar nessas coisas. Tenho que me socializar. É muito importante ter amigos. Mas, às vezes, fico pensando na qualidade desses amigos. Será que eles estarão ao meu lado quando eu precisar de um ombro amigo para chorar? Estava precisando de um agora! Merda!

7 comentários:

Andarilho disse...

Bem, agora é a hora de vc descobrir se os seus amigos são amigos de verdade: quando vc precisa de um.

E uma pitada de humor negro:

http://www.danosse.com/diferenca-entre-um-amigo-e-o-melhor-amigo/

Nina Rosa disse...

hehehehe... legal... infelizmente qndo preciso de um amigo, nunca sei se posso ligar pedindo o ombro, daí normalmente permaneço calada e tentando não chorar, tentando me animar. Sou minha própria melhor amiga!((=^__^=))

Anônimo disse...

Oi Carina! Meu nome é Beatriz. Achei seu blog pois coloquei no Google a frase "perder a fé nas pessoas" pois a tenho perdido por completo, o que torna a vida mais amarga. Tenho perdido a vontade de ajudar, pois por inúmeras vezes na vida, ainda mais este ano especificamente, tenho topado com atitudes muito, muito egoístas de pessoas que tentaram me prejudicar ou prejudicaram sendo que já as ajudei em algo... Enfim: pessoas que mordem a mão de quem acaricia, de quem alimenta. Sabe Carina, todo mundo quer ser aceito pelos outros, não é exclusividade sua :). E muito menos defeito de caráter. Tenho personalidade, sou muito autêntica, e sinto muita necessidade de ser aceita pelos outros, embora eu não seja nada influenciável.Isso, querida, de trejeitos, é algo normal, absorvemos trejeitos de pessoas com quem andamos muito, não se preocupe :). Seja sempre sincera, apenas isso. Com delicadeza, mas sincera,pois sempre que está sendo sincera, está sendo você mesma. E saiba: se você não consegue fazer amigos, ou se socializar, não se preocupe, embora eu seja super espontânea, alegre, agitada e simpática, tenho dificuldade nisso às vezes, aliás, muitas vezes. Acho que acabo esperando das pessoas atitudes que eu teria. O caráter e sinceridade que eu teria, e esperando isso,nos desapontamos.Essa dificuldade de aprofundar amizades,ou mantê-las, ou até mesmo fazê-las as vezes, me faz sentir "diferente", "excluída" embora eu tenha minhas turmas de amigos. Tenho certeza que você é uma menina adorável, e que se não tem amigos, é porque pessoas AMIGAS verdadeiramente, estão em falta. E estão mesmo,pra todo mundo. Colegas tem aos montes, amigos MESMO contamos nos dedos. As pessoas se preocupam cada vez mais com o "ter", e cada vez menos com o "ser" o que faz com que elas se tornem muito individualistas, e por isso sem amizades muito profundas e verdadeiras, pois, pra ter um verdadeiro amigo é preciso que sua preocupação em relação à ele venha do fundo do coração, assim como a amizade e a vontade de ajudá-lo, o que é muito difícil para as pessoas preocupadas apenas consigo mesmas, com seus problemas e suas vidas, sentirem, perceberem.
Portanto querida, não se sinta diferente, culpada, excluída... Isso é bobagem nossa. Quem for realmente seu amigo(a) você saberá nos momentos difíceis, pois compartilhar "sorrisos", qualquer colega quer, certo? Espero sinceramente que não perca sua confiança em você, e que saiba que tem sim uma personalidade e que é natural querer amigos, querer fazer parte, querer ser aceita, por mais que uma vozinha as vezes nos diga "você tem dificuldade em fazer amigos, amizades". Bo-ba-gem. Amigos, como eu disse, contamos nos dedos, e a vida nos prova quem é quem, SEMPRE. Confie em si mesma. Se não tem amigas ou amigos verdadeiros, divirta-se com os colegas, compartilhe alegrias. A vida nos traz os amigos... Enquanto eles não vem, fique atenta às boas pessoas que estão à sua volta que podem se tornar bons amigos.. E acima de tudo, aprecie sua própria companhia e confie em você! ^^. Quanto a nós, espero do fundo do coração que recuperemos a fé nas pessoas! Desculpe o enorrrrme post! sou uma tagarela mesmo! ahuahuuah!
Beijos,com carinho, Bia

Idéias de Lilith disse...

to me sentindo exatamente assim... é muito estranho, dá uma tristeza, desânimo...sensação de abandono.. é como se remasse contra a correnteza.... desanimador.. ja perdi a fé nas pessoas faz tempo.. costumo dizer.. todos são maus até que me provem o contrário.... olha isso?? Não era para ser dessa forma neh!!!??? Acho que ser certinho demais é besteira.. vc acaba sendo o errado, é a porcaria da inversão de valores.. queria ser mais light... mais relaxada... sei que é dificil conviver com alguém assim.... por isso a virada do ano serviu para mostrar que preciso de mudanças internas... viva de deixe viver....seguir em frente sempre tal como uma cahoeira... com as quedas, com as pedras no caminho, mas seguindo sempre em frente..beijos

Anônimo disse...

Olá Carina.

Eu estou passando por uma fase exatamente como a sua. Mas não é algo de uma semana, é algo que eu tenho sentido há tempos já. Talvez a mais de um ano!

Eu realmente perdi fé na maioria das pessoas. Eu penso negativo quanto à isso. As pessoas costumam ser más, pensar em si mesmas e fechar os olhos para com os outros.
Não sei explicar ao certo, mas eu percebi que suas sensações são as mesmas que a minha.

Sempre tive facilidade em fazer "amigos". De me relacionar, digo. Mas no fundo acabo sempre descobrindo uma certa "maldade" nas pessoas. Estou achando que isso é natural do ser humano. Que nós já nascemos com isso e alguns conseguem se livrar dessas más qualidades.

Me sinto muito sozinho mesmo e na maioria das vezes eu gosto. Não moro com meus pais e nem sei ao certo o que seguir como profissão. Sempre quando percebo que gosto de tal coisa, tem gente atrás da mesma para dificultar a situação.

Anônimo disse...

Perdi a fé nas pessoas... na família... Percebi que sempre estive sozinha e que crescer sozinha não é fácil...rs Porém minha fé em Deus permanece... Ele nunca desampara e peço, sinceramente, que encontremos o caminho certo.

Nina Rosa disse...

Pelos comentários de vocês, fiquei inspirada a escrever uma postagem nova. Que ainda está em processo de amadurecimento, mas amanhã (sexta) ou sábado já vai estar saindo.
E muito obrigada pelo feedback de vocês, isso é muito importante pra mim, apesar de que sou um pouquinho desleixada quanto a retornar comentários. Mas aguardem o próximo post sobre este assunto que vai ser da hora.
Beijos e abraços à todos!