quinta-feira, 10 de março de 2011

Relendo o passado...

A vida deveria vir com um manual de instruções.

Estou relendo meus antigos diários e não paro de chorar. Desde sempre me preocupo com os outros e parece que os outros continuam suas vidas e simplesmente me esquecem. Nunca havia amado alguém de verdade. A única pessoa que cheguei a amar está muito distante.
Pra mim é muito fácil gostar das pessoas, mas amar é muito difícil. A pessoa tem que ser muito diferente, fazer coisas inusitadas, que me trate como adulta (todo mundo me trata como uma criança).
Talvez aqui em Joinville eu não encontre ninguém que eu possa realmente amar. Talvez eu tenha que me mudar. Minha mãe já está pensando que eu deveria fazer alguma coisa fora de Joinville. Em Floripa, Curitiba, Porto Alegre, São Paulo, Rio de Janeiro...
É, no momento também quero ir pra bem longe. Mas eu queria ir pra Europa. Ficar um bom tempo lá. No frio para esfriar a cabeça. Esquecer muita coisa que aconteceu aqui. Aproveitar para patinar no gelo. Que delíííícia! O frio tem seus pontos positivos. Acabei de entender porque não gostava do inverno. Porque no inverno sempre me sentia feia. Agora que comprei muitas roupas novas de inverno me sinto mais bonita e não tenho mais porque reclamar do inverno. Agora o problema é o verão. Minhas roupas de verão não são mais tão bonitas como acha que eram. Esse é o problema do gosto. Ele é mutável, então muda constantemente. Cuitadinho dos nossos bolsos. Mas dinheiro vai como veio. E para ele vir, ele tem que ir.
Queria sumir um pouco, parar o tempo. Esconder-me nele. Ou talvez queria apenas um ombro amigo.

Nenhum comentário: